• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

VOTE 23444

DIEGO GUIMARÃES

Coligação Cuiabá para Pessoas

Podemos - Cidadania - PSC
CNPJ: 38.735.456/0001-72

® 2020 Por Coningham & Siqueira

Cuiabá precisa de bons políticos.

Vote em Diego Guimarães 23444.

Prefeitura de Cuiabá compra cestas básicas superfaturadas, diz vereador

O vereador Diego Guimarães (Cidadania) denunciou ao Ministério Público Federal, Estadual e a Delegacia Fazendário o superfaturamento em 5 mil cestas básicas compradas pela Prefeitura de Cuiabá. O parlamentar foi até a Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência de Cuiabá e constatou que as cestas compradas eram mais caras e com produtos faltando.


No contrato nº 147/2020 feito com dispensa de licitação, consta que a prefeitura pagou R$ 129,80 por cada cesta básica. A gestão municipal gastou R$ 169,8 mil a mais já que o vereador comprou os mesmos produtos em um mercado da capital pelo valor de R$ 95,83, uma diferença de R$ R$ 33,97. Os produtos comprados pelo parlamentar são os que constam no contrato firmado pela prefeitura, porém ao conferir na secretaria, foi constatado que faltavam itens na cesta que é doada para as famílias cadastradas.


“A fiscalização me surpreendeu, porque eu estava investigando apenas um superfaturamento nas cestas básicas e constatamos que foram entregues cestas mais caras e com um tamanho menor, ou seja, com menos produtos. É triste ver que na nossa cidade está acontecendo escândalos de corrupção nesse momento de pandemia”, disse o parlamentar ao lembrar que as cestas compradas devem ser destinadas para famílias carentes de Cuiabá no período de pandemia da Covid-19.  


Outra situação seria a inexistência da empresa que vendeu as cestas básicas para a prefeitura. No contrato é indicado o endereço Rua Benedito Mello, nº 115, bairro Lixeira, em Cuiabá, porém, no local não há nenhum empreendimento. “Falta um pouco de humanização por parte do prefeito e dos seus. Já vimos isso acontecer com as UTI’s, contrato de TV e agora na assistência social. Dinheiro que deveria ser usado para comprar cesta básica de qualidade não está sendo aplicado como deveria”.