• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

VOTE 23444

DIEGO GUIMARÃES

Coligação Cuiabá para Pessoas

Podemos - Cidadania - PSC
CNPJ: 38.735.456/0001-72

® 2020 Por Coningham & Siqueira

Cuiabá precisa de bons políticos.

Vote em Diego Guimarães 23444.

Diego Guimarães ressalta importância de novo Pronto-Socorro em Cuiabá

Em visita à obra do novo Pronto-Socorro de Cuiabá, o vereador Diego Guimarães (PP) ressaltou que a unidade irá desafogar o pronto atendimento do município que recebe demandas de todo o Estado. O encontro na unidade que deve estar pronta para inauguração em setembro deste ano, foi agendado na reunião entre o governador Pedro Taques (PSDB) e os vereadores que ocorreu na última sexta-feira (06) e discutiu demandas da saúde na Capital.


“Esse hospital vai oportunizar o dobro dos atendimentos que já é feito hoje pelo pronto-socorro da cidade. Além disso, se for mesmo feito um hospital de referência materno-infantil será de grande valia para as famílias cuiabanas”, disse o parlamentar.

Orçada em R$ 80 milhões, a obra física está mais de 70% concluída. Mas, sua inauguração prevista para este mês, durante os festejos de aniversário da cidade, foi adiada. Do total, R$ 30 milhões são custeados pela prefeitura e o restante, em torno de R$ 50 milhões, pelo Estado.


O novo Pronto-Socorro terá 21 mil metros quadrados de área construída em um terreno com 20 hectares. Ao todo, a unidade contará com 315 leitos, sendo 40 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), um Centro de Diagnósticos, um Centro Ambulatorial. O prédio terá três entradas principais, uma exclusiva para pacientes com casos de urgência e emergência adulta e pediátrica referenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a segunda para casos ambulatoriais e a terceira para internações.

A unidade de saúde também terá dois acessos, um pela Avenida Miguel Sutil e outra pelo bairro Despraiado. O estacionamento terá 444 vagas e a unidade ainda contará com um heliporto. “A obra já está mais de 70% pronta, faltando pouca coisa para ser entregue. A prefeitura deve licitar os equipamentos e então a unidade começa a funcionar, melhorando a vida da população de Cuiabá e do Estado”, disse o governador Pedro Taques.