• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

VOTE 23444

DIEGO GUIMARÃES

Coligação Cuiabá para Pessoas

Podemos - Cidadania - PSC
CNPJ: 38.735.456/0001-72

® 2020 Por Coningham & Siqueira

Cuiabá precisa de bons políticos.

Vote em Diego Guimarães 23444.

Diego Guimarães apresenta projeto para implantação de temporizadores em semáforos com radares

O vereador Diego Guimarães (Progressistas) apresentou um projeto de lei que torna obrigatória a colocação de temporizadores nos semáforos que possuem detectores de avanço de sinal no município de Cuiabá. O objetivo da matéria é possibilitar que os condutores sejam informados do tempo restante para mudança de sinal.


O teor do projeto esclarece que a fiscalização por meio eletrônico tem contribuído muito com os órgãos de trânsito para cumprimento das normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Contudo, a fiscalização feita pelos aparelhos tem gerado efeitos contrários ao imaginado, tendo em vista que a mudança inesperada do sinal luminoso obriga alguns condutores a frearem bruscamente para não receber a pesada multa.


A ação geralmente causa acidentes provocando danos materiais e físicos, não somente aos envolvidos no acidente, mas também aos pedestres que se encontram nas proximidades. A incidência desses acidentes, segundo o vereador, poderia ser reduzida com instalação de semáforo com temporizadores aptos a informar com precisão o tempo restante para mudança de sinal.


“O primeiro ponto importante é evitar acidentes. Além disso, queremos estudar também com a secretaria de Mobilidade Urbana a questão do fundo municipal para saber como está sendo aplicado o dinheiro das multas aplicadas no município”, pontuou Diego.


É destacado pelo parlamentar no projeto que a implantação dos temporizadores não representa nenhum problema para o município e seriam custeados com as multas arrecadadas, o que é previsto no código de trânsito. Caso aprovado, o projeto de lei estabelece um prazo de 90 dias para que sejam efetuadas as mudanças nos semáforos. O projeto foi subscrito pelo vereador Dilemário Alencar (Pros).